» Missão, objetivo e atividades.
» Realizações ABBA
» Diretoria
» Composição
» Eventos ABBA
» Revista Batata Show
» Contato
» Botânica
» Valor Nutricional
» Fitossanidade
» História da Batata
» FAQ - Perguntas e respostas
» Área, produção e produtividade
» Importações de batata semente
» Agroquímicos
» Pesquisa
» Legislações
» Variedades
» Institutos de Pesquisa e Laboratórios
» Preços
» Eventos nacionais
» Área, produção e produtividade
» Organizações
» Pesquisa
» Eventos internacionais
» Galeria de Fotos
» Entretenimento
» Nome x Países
» Piadas de batata
» Mídia da Batata Nacional
» Mídia da Batata Internacional
» ABBA na Mídia
» Anúncios » Currículos



Visite também o Website
Monday, April 24, 2017
Home Missão, objetivo e atividades Composição Revista Batata Show Eventos ABBA Contatos


BATATA MÍDIA | ABBA na Mídia


Fênomeno Ágata
A ABBA manifesta preocupação com a alta preferência dos produtores pelo cultivo da variedade de batata Ágata, que já responde por 50% da área plantada no país. Desequilíbrio na oferta, problemas fitossanitários e retração de consumo estão entre os problemas atribuídos ao fenômeno.

Há menos de uma década as variedades de batata plantadas no Brasil eram: bintje holandesa, jaette bintje, achat, baronesa, delta, baraka e atlantic.
Atualmente as variedades são: ágata, monalisa, asterix, bintje, cupido, caesar, macaca, mondial, atlantic, vivaldi e lady roseta.
A variedade mais plantada atualmente é a ágata, com aproximadamente 50% da área total do país (100 a 110 mil ha). Quais são as explicações do “Fenômeno Ágata” e quais têm sido as conseqüências?

Podemos apontar, como motivos decisivos para o aumento da área plantada, algumas situações:

1-Produtividade: esta variedade produz praticamente o dobro, comparada às demais variedades.

2- Aparência dos Tubérculos: atraente pelo fato de apresentar pele lisa, polpa amarelada e formato ovalado.

3- Batata Semente: a facilidade em se produzir batata semente de ágata (em média, 40 a 50 dias após a colheita os tubérculos já podem ser plantados, sem necessidade de se realizar nenhum tratamento para provocar a brotação).

4- Comercialização – devido à boa aparência dos tubérculos, esta variedade normalmente alcança os melhores preços de mercado.

5- Ausência de legislações: a desobrigatoriedade dos comerciantes de proporcionarem informações culinárias aos consumidores obriga estes a utilizarem como critérios de escolha apenas a aparência e o preço.

Entre as conseqüências do aumento da área plantada com a variedade ágata, podemos destacar:

1- Decadência das Regiões Produtoras: apesar da redução de aproximadamente 30 a 40% da área plantada no país, a produção nacional praticamente continua a mesma, ou seja, aproximadamente duas milhões de toneladas. A manutenção da produção, devido ao “Fenômeno Ágata”, vem provocando vários períodos de excesso de oferta e apenas alguns períodos de baixíssima oferta, quando acabam ocorrendo as importações de batata consumo – geralmente de péssima qualidade (estado de conservação dos tubérculos) - e a presença de problemas fitossanitários (doenças e nematóides).

2- Problemas Fitossanitários: a facilidade em se plantar a variedade ágata, principalmente através da utilização de batata consumo (parte baixa), está sendo catastrófica para a defesa fitossanitária interna do país. A disseminação em nível nacional de murchadeira,sarna comum, sarna prateada, nematóides e, principalmente, viroses comprova os grandes prejuízos causados por estes problemas e compromete
fortemente o futuro da produção nacional de batata.

3-Retração de Consumo: apesar da aparência atraente dos tubérculos (mantida somente de um a dois dias após a colheita), o “Fenômeno Ágata” pode ser considerado como um dos principais causadores da retração de consumo de batata no Brasil. A pouca resistência ao transporte, a facilidade de emitir brotos, a rapidez com que os tubérculos ficam verdes e as poucas características culinárias favoráveis são suficientes para provocar a total decepção dos consumidores finais.

Apesar da importância de continuar refletindo sobre o “Fenômeno Ágata”, finalizamos esta matéria com algumas sugestões de soluções: obrigar todos os produtores a plantar sementes certificadas, obrigar todos os comerciantes a proporcionar informações
aos consumidores finais e introduzir variedades com características culinárias favoráveis, pois o sucesso econômico e a perenidade dos produtores e comerciantes são conseqüências da satisfação dos consumidores.


Natalino Shimoyama, Gerente Geral ABBA
Fonte: Revista Cultivar HF – Agosto/Setembro 2005 – Ano VI – nº 33
http://www.cultivar.inf.br

Enviar por e-mail Topo da página

ABBA | Associação Brasileira da Batata
Rua Euclides de Moraes Rosa, 45 – Jardim Itália, Itapetininga - SP/Brasil
15 3272.4988 | sitebatata@terra.com.br